TROMBOSE VENOSA PROFUNDA

Temida pela maioria das pessoas, a trombose venosa profunda (TVP) consiste na formação de um trombo (coágulo de sangue) no interior de uma veia profunda. Ela pode ocorrer no pescoço, nos braços, na pelve, nas pernas.

Pode acometer tanto homens quanto mulheres, em qualquer idade.

A TVP pode ter causa primária (por exemplo, predisposição genética) ou secundária (câncer, acidentes, cirurgias, gestação, etc), conhecida ou desconhecida.

As principais causas para o desenvolvimento da TVP são:

  • uso de anticoncepcional, especialmente associado ao tabagismo;
  • cirurgias;
  • viagens longas (acima de 2 horas);
  • imobilização de membro por fratura;
  • câncer;
  • imobilidade (pessoas acamadas ou cadeirantes);
  • predisposição genética (trombofilia);
  • gestação;
  • flebite (inflamação de varizes superficiais).

Em geral, a TVP se apresenta como edema (inchaço) e dor no segmento acometido, sendo mais frequente nos membros inferiores.

Em alguns casos, especialmente nos primeiros dias de evolução da TVP, o trombo pode se desprender da veia e migrar para o pulmão ocasionado a EMBOLIA PULMONAR.

A embolia pulmonar cursa com falta de ar repentina, dor no peito e/ou nas costas e tosse. Pode variar de um quadro leve até muito grave, podendo levar à óbito. Por esse motivo, é muito importante que a TVP seja reconhecida e tratada o mais rápido possível.

O diagnóstico da TVP é clínico, com base na história e no exame físico e a confirmação é feita por ultrassom doppler venoso.

O tratamento é à base de medicamentos e de terapia compressiva do membro acometido. Pode ser realizado em casa ou no hospital, a depender da gravidade do quadro.

Quem já teve TVP deve manter acompanhamento regular com o cirurgião vascular a fim de evitar complicações e de previnir um novo episódio da doença.

CUIDE DA SUA SAÚDE, PREVINA-SE.